a

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget.

242 Wythe Ave #4, Brooklyn, NY 11249
1-090-1197-9528
office@ourbusiness.com
(17) 3305-2048
(17) 99137-5552
pericoco@pericoco.com.br

Empatia para gerar felicidade – Ciclo de Janeiro RPSC

ciclo empatia

Empatia para gerar felicidade – Ciclo de Janeiro RPSC

Palestras do Riopreto Shopping Cultural de janeiro abordam a Empatia como tema!

Se colocar no lugar do outro para compreender melhor a situação, ou mesmo ajudá-lo, e se ajudar, é um grande desafio e fundamental nos dias atuais. Por isso, o Riopreto Shopping Cultural abre o ano falando de Empatia.

A capacidade de se colocar no lugar do outro, que se desenvolve através da empatia, ajuda a compreender melhor o comportamento em determinadas circunstâncias e a forma como o outro toma as decisões.

Se colocar no lugar dos outros pode trazer ganhos afetivos, melhorar laços entre amigos e até se tornar um diferencial competitivo na esfera profissional.

O projeto Riopreto Shopping Cultural completa em agosto de 2019, cinco anos. Através dele são realizadas palestras semanais gratuitas que acontecem às segundas-feiras, às 20h. Os ciclos são mensais e temáticos, e visam difundir informação relevante nas mais variadas áreas do conhecimento humano.

O ciclo de janeiro terá três palestras. Confira a programação e agende-se. As palestras acontecem sempre às segundas-feiras, às 20h.

Evento aberto e gratuito.

14/01- “Empatia para gerar felicidade”, com Ururahy Barroso, psiquiatra e palestrante.

21/01 – “Conexão do coração”, com Alexandre Caprio, psicólogo cognitivo comportamental e palestrante.

O psicólogo Alexandre Caprio nos ensina a diferença entre a apatia, simpatia e empatia e mostra como saber se colocar no lugar dos outros pode trazer ganhos afetivos, melhorar laços entre amigos e até se tornar um diferencial competitivo na esfera profissional.

28/01 – “Empatia: ser, ter ou sentir o outro?”, com Telma Abrahão, psicanalista e palestrante.

“Sem empatia adoecemos e contribuímos para uma sociedade caótica”, Telma Abrahão

Deixe um comentários